Estado descarta aumento no efetivo da Polícia Civil

Não há recursos humanos para remanejamento, diz delegado adjunto

Por Cristiane Gomes 09/06/2017 - 12:41 hs
Foto: S2 Notícias/Arquivo
Estado descarta aumento no efetivo da Polícia Civil
Edson Souza de Jesus, vereador em Barra Bonita

A Polícia Civil de Barra Bonita não terá novos funcionários. Pelo menos por enquanto. Em resposta à Moção de Apelo apresentada em março pelo vereador Edson Souza de Jesus (PSDB) solicitando aumento no efetivo local, o delegado geral de polícia adjunto Júlio Gustavo Vieira Guebert afirma que não dispõe de recursos humanos para possível remanejamento.

Ele alega que aguarda a conclusão de cursos de formação que estão em andamento para eventuais novas designações. Informa ainda que, em casos graves, a delegacia seccional de Jaú e sua diretoria prestam apoio para a cidade.

“Cumpre destacar que recentemente foram nomeados mais de 922 novos policiais civis os quais, após a conclusão do curso de formação poderão ser designados, conforme critérios de conveniência e oportunidade”, diz trecho do ofício remetido à Câmara Municipal. “Ressalta-se que ainda há remanescentes aprovados nos concursos públicos para diversas carreiras realizados em 2013 aguardando nomeação. Ademais, já foi encaminhada representação para abertura de novos concursos, a fim de preencher os claros existentes”.

As informações são da assessoria de imprensa da Câmara de Barra Bonita.