O horário das suas refeições é determinante no emagrecimento

Comer na hora errada engorda: pesquisa descobriu que o momento do dia em que você senta à mesa é decisivo na perda de peso

Por Thais Cavalcante 30/08/2017 - 10:22 hs
Foto: KarpenkovDenis/Thinkstock/Getty Images

Que uma alimentação balanceada é essencial para quem está querendo emagrecer, todo mundo sabe. Mas você já parou para pensar que o horário em que você realiza suas refeições pode ter influência direta sobre seu organismo? Pois essa foi a conclusão de um estudo publicado no periódico americano Cell Metabolism.

Pesquisadores do centro médico UT Southwestern, nos Estados Unidos, analisaram cinco grupos de roedores. Desses, dois foram colocados em uma dieta e alimentados com o mesmo número de calorias ao longo do dia, com a diferença de que um realizava suas refeições enquanto estava em um período ativo e o outro durante um período de descanso, depois do pôr do sol. Entre os cinco grupos, o único que emagreceu foi o que estava no regime e não se fez refeições durante a noite.

Ou seja, o processo de emagrecimento abrange muito mais do que apenas controlar o consumo de calorias: é preciso saber a hora certa de colocar comida no prato para realmente perder peso, caso contrário o ponteiro da balança pode estacionar. “A ideia é que o consumo de alimentos siga o ritmo do nosso metabolismo”, explica Francisco Tostes, endocrinologista da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, no Rio de Janeiro. O mais indicado é ofertar uma energia maior no momento em que você está prestes a encarar as atividades do dia e não exagerar à noite, quando o corpo está mais relaxado e menos ativo.

Além disso, os estudiosos também perceberam que comer na hora errada interfere no nosso ritmo circadiano, ciclo biológico responsável por regular uma série de funções do nosso organismo. “O importante é que a refeição noturna seja de baixo índice glicêmico, evitando carboidratos refinados e sem exagerar na proteína para não atrapalhar o sono ou prejudicar o metabolismo”, aconselha Tostes. Então que tal ficar na saladinha hoje à noite?

Caroline Randmer/boaforma.abril.com.br