Secretário explica notas da Educação em Igaraçu

Matéria publicada ontem (quarta) pelo S2 teve ampla repercussão entre professores e pais

Por Carla Parezan 12/04/2018 - 18:10 hs
Foto: Carla Parezan
Secretário explica notas da Educação em Igaraçu
José Maganha e Cristiana de Souza Ximenes

 

O S2 Notícias publicou nesta quarta-feira (11) reportagem que aponta Educação de Igaraçu do Tietê abaixo do nível exigido pelo Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) e a matéria causou ampla repercussão no meio acadêmico e pais que comentaram os dados de 2015.

O secretário de Educação, José Gilberto Maganha, que não estava na cidade para atender o S2, hoje explicou as notas dadas pelo órgão. Segundo ele, o município só é responsável pelos alunos até o 5º ano. Que dá em diante a educação é responsável pelo Estado. “Nós nos esforçamos para que a gente recupere esses números. E isso vem desde 2015”, comentou.

Um dos fatores, segundo Maganha é o fato de apenas duas das três salas do 5º ano participarem do exame. “Para participar da avaliação é necessário a sala ter 18 alunos e uma tinha apenas 17. Ou seja, foram avaliadas duas salas e a nota foi dividida em três, o que fez a média cair”, disse.

A ação da secretaria para melhoras os índices tem sido preparar melhor os professores, segundo o secretário. “Três pontos são fundamentais: as crianças saberem ler, escrever e resolver operações matemáticas. E para ajudar os professores a Secretaria usa programas do governo, já que o município não detém apostilas próprias”, explica.

Os educadores são munidos com matérias do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), do programa + Alfabetização, Programa Nacional de Leitura e Escrita (PNLE) e também do Programa de Educação Matemática nos Anos Iniciais (EMAI).