Vacinação contra sarampo e pólio vai até dia 31

Crianças de 1 a 5 anos devem tomar a vacina contra essas infecções

Por Cristiane Gomes 08/08/2018 - 14:26 hs
Foto: Imagem ilustrativa
Vacinação contra sarampo e pólio vai até dia 31
O Ministério da Saúde espera vacinar 11,2 milhões de crianças

A campanha de vacinação contra sarampo e poliomielite (paralisia infantil) que teve início no dia 6 de agosto em todo o Brasil se estende até o dia 31 deste mês. Crianças entre 1 e 5 anos devem ser levadas aos postos de saúde para receber a vacina independente de já terem sido imunizadas ou não. Só estão livres aquelas que foram medicadas nos últimos 30 dias.

Devido aos surtos que tem ocorrido em alguns estados do país, o governo convocou a campanha para aumentar a cobertura vacinal e impedir a disseminação das doenças. O Brasil tem 822 casos confirmados de sarampo em 2018, a paralisia infantil, trata-se de uma precaução, já que 312 cidades estão abaixo da meta preconizada para o controle da doença. Então não há casos de paralisia infantil no Brasil.

Em Igaraçu do Tietê a diretora do posto de saúde do Centro, Renata Rossolin, pede que os pais levem seus filhos para a vacinação. “É importante a vacinação em todas as crianças para tentarmos reduzir a ocorrência dos casos até conseguir chegar a eliminação totalmente”, diz ela.

 

O que são as infecções

A poliomielite também chamada de paralisia infantil é uma doença infectocontagiosa causada por vírus (poliovírus). Ocorre geralmente em crianças de até 5 anos, mas pode surgir em adultos que não tomaram a vacina. A poliomielite é uma doença muito grave que pode levar a paralisia dos membros inferiores e, no pior dos casos, a morte.

Já o sarampo é uma doença infecciosa causada por vírus e geralmente atinge crianças até 5 anos que não tomaram a vacina. Também pode aparecer em adultos e se não tratado pode acarretar outras doenças. A doença pode até levar a morte.

O segundo 'Dia D' será no dia 18 de agosto. O Ministério da Saúde espera vacinar 11,2 milhões de crianças e a meta é chegar pelo menos em 95% de abrangência.