Mancha no pescoço leva Polícia Civil a prender autor de 3 roubos

Segundo a DIG, André Luis Dantas Gonçalves, 27 anos, assaltou duas farmácias e uma residência no mês de novembro

Por Renata 04/12/2018 - 10:35 hs
Foto: Polícia Civil/Divulgação
Mancha no pescoço leva Polícia Civil a prender autor de 3 roubos
Mancha de nascença de André Luis chamou atenção das vítimas

A Polícia Civil, através da Delegacia de Investigações Gerais de Bauru (DIG), prendeu na manhã dessa segunda-feira (3) André Luis Dantas Gonçalves, de 27 anos. Por conta de uma mancha que tem no pescoço, ele acabou identificado em três roubos ocorridos em novembro, sendo duas farmácias na região central e uma residência na Bela Vista, crime este em que vítima foi agredida.

No primeiro roubo, registrado pelo Plantão Policial em 8 de novembro, por volta das 2h30, um indivíduo branco, forte e que possuía uma mancha de nascença no pescoço adentrou a uma farmácia na avenida Duque de Caxias e, simulando estar armado, subtraiu R$ 77,00 do caixa.

Cinco dias depois, com mesmo modo de operação, em uma farmácia na rua Primeiro de Agosto, um suspeito com características semelhantes subtraiu do caixa R$ 100,00. A ação foi gravada pelo circuito de monitoramento e a mancha de nascença do autor ficou bem clara nas imagens.

Por fim, em 25 de novembro, um morador do bairro Bela Vista foi surpreendido quando deixava sua residência por um homem, também com as mesmas características e, mais uma vez, com uma marca no pescoço. Ao pegar a carteira do morador e ver que não havia dinheiro, ele se apoderou de um celular avaliado em R$ 1,3 mil e ainda agrediu a vítima, que sofreu fratura nas costelas.

"Foram iniciadas as investigações pela DIG e, através de pesquisas em bancos de dados e informações nas imediações, apurou-se que um rapaz com essas características e que seria usuário de drogas estaria residindo na favela São Manuel. Foram realizadas campanas e, na data de hoje, abordada a pessoa de André Luis, vulgo Mancha. Ele havia sido reconhecido fotograficamente e teve sua prisão temporária decretada na última sexta-feira", explica o titular da DIG, Cledson Nascimento.

O delegado conta que, além dos roubos em que foi reconhecido, André confessou que, em razão do vício, praticou vários assaltos a estabelecimentos e transeuntes ultimamente.

Caso ele seja reconhecido pela prática de outros roubos na região, a vitima poderá entrar em contato com a DIG de Bauru na CPJ, avenida Rodrigues Alves, 23-23, e pelos telefones 197 da Polícia Civil ou 99668-7751 (pode ser por WhatsApp) e 3235-6525.

As informações são da pagina do Jcnet