Detran.SP autua 19 pessoas por embriaguez e recusa do teste do bafômetro

Foram realizados 122 testes durante a blitz realizada no último sábado

Por Camila Ramos 13/08/2019 - 10:29 hs
Foto: Divulgação
Detran.SP autua 19 pessoas por embriaguez e recusa do teste do bafômetro
Ação integrada da Polícia Militar com agentes do Detran de São Paulo

O Programa Direção Segura Integrada, ação coordenada pelo Detran. SP com o apoio da Polícia Militar realizou uma operação no último sábado (10) para a prevenção e redução de acidentes e mortes no trânsito causado pelo consumo de álcool combinado com direção. Em Barra Bonita, duas pessoas foram autuadas por embriaguez ao volante e 17 foram autuados por recusa.

Foram realizados 122 testes ao total durante a blitz organizada na Avenida Pedro Ometto, próximo ao Museu Histórico Municipal Luiz Saffi. “Não constatamos nenhum caso grave. Dos que sopraram, tiveram autuação e retenção da CNH”, diz o Sargento Ivan Carlos Conceição.

Além de Barra Bonita, as operações ocorreram em Araçatuba, Artur Nogueira, Bertioga, Catanduva, São Joaquim da Barra e na zona norte da capital paulista. “O Detran.SP trouxe dois aparelhos para a blitz. O primeiro não precisava fazer o tradicional teste, a pessoa bastava respirar perto que já acusava se bebeu ou não. O segundo teste era feito pelo etilômetro, esse a pessoa poderia se recusar a assoprar”, explica.


Os condutores autuados por embriaguez ou recusa ao teste do etilômetro terão de pagar uma multa no valor de R$2.934,70, além de responderem  a processo administrativo no Detran.SP para a suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Caso voltem a cometer a mesma infração dentro de 12 meses, o valor da multa será dobrado.

O Programa Direção Segura integra equipes do Detran.SP, das polícias Militar, Civil e Técnico-Científica. Pela Lei Seca (lei nº 12.760/2012), todos os motoristas flagrados em fiscalizações têm direito a ampla defesa, até que a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) seja efetivamente suspensa