Solidariedade: Pai e filho realizam trabalho voluntário do Amaral Carvalho

Juntos, servem chá, biscoito e bolacha gratuitamente aos pacientes e acompanhantes que estão em tratamento no hospital

Por Camila Ramos 15/08/2019 - 15:48 hs
Foto: Divulgação/ Hospital Amaral Carvalho
Solidariedade: Pai e filho realizam trabalho voluntário do Amaral Carvalho
Os dois viajam mais de 50 km toda sexta-feira para realizar o trabalho como voluntários

O pai e o filho, Márcio e Leonardo Barros tem uma rotina diferente toda sexta-feira. Isso porque os dois são voluntários do Hospital Amaral Carvalho e levam um pouco de conforto aos pacientes  e acompanhantes servindo chá, bolachas e um pouco de esperança.

Márcio Barros começou com a iniciativa há quase quatro anos. “Eu tive uma situação familiar que envolvia o Hospital. Com as minhas visitas até o Amaral, comecei a observar que tinham voluntários que serviam bolachas e chá. Foi aí que me deu vontade de realizar esse trabalho”, diz. Depois disso, o advogado procurou pelo Hospital e se candidatou para fazer o trabalho voluntário.

Empolgado com a iniciativa do pai, Leonardo resolveu seguir os seus passos. “Eu fui a primeira vez com ele e me encantei pelo trabalho. Aí prontamente, perguntei pro meu pai se eu poderia ficar físico ajudando no trabalho. Me sinto muito bem e não pretendo parar tão cedo”, comenta o jovem.

Trabalhos como o do pai e filho foram destacados em um evento realizado pela Federação Brasileira da Entidade de Combate ao Câncer – Febec, que promoveu a 3ª Jornada dos Voluntários da Saúde.

Além das amizades construídas nos trabalhos, os dois destacam a gratidão dos pacientes e familiares.  “E uma via de mão dupa: doamos o nosso tempo, mas também recebemos amor, carinho, gratidão, alegria e conversa. Experiências novas que para a nossa vida é muito importante”, diz Márcio.

O pai encerra a entrevista: “Eu muito mais recebo do que dou”.