Vigia é morto em troca de tiro com a PM em Barra Bonita

Gabriel e comparsa roubaram fábrica de calçados próximo a Escola Cene; houve perseguição por estrada

11/10/2019 - 22:54 hs
Foto: Redes Sociais
Vigia é morto em troca de tiro com a PM em Barra Bonita
Gabriel levou dois tiros quando fugia da polícia pelo meio do mato

O vigia Gabriel Santos da Silva, de 27 anos, morreu no início da noite de hoje depois de roubar uma fábrica de calçados e trocar tiros com a Polícia Militar. Ele foi atingido por dois tiros. Chegou a ser socorrido no Hospital e Maternidade São José, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Gabriel e um comparsa, por volta das 17h30 chegaram em uma moto CG, cor preta, com placa fria sobre a placa original, em uma fábrica de calçados que fica na Rua 14 de Dezembro, próxima da Escola Estadual Laurindo Bataiola, o Cene. No local eles renderam os proprietários e funcionários da empresa e levaram o malote com cerca de R$ 25 mil que seriam utilizados para pagamento dos funcionários. Levaram também a bolsa da proprietária que tinha dentro dois celulares. Eles usaram de força física no assalto.

Uma viatura da Polícia Militar que passava pelo local notou a ação e entrou em perseguição dos bandidos. Próximo do trevo de Mineiros do Tietê eles abandonaram a moto e tentaram se esconder. A PM notou a presença de Gabriel que abriu fogo contra os policiais, que revidaram e atingiram o rapaz.

O comparsa até o momento ainda não foi encontrado. Gabriel trabalhava como segurança particular. Há hipótese inicial é de que os dois tinham informações privilegiadas de que os donos da fábrica estariam com o dinheiro hoje paga efetuar o pagamento. A Polícia Militar ainda não se posicionou oficialmente. Os policiais apresentam a ocorrência na Delegacia de Polícia de Jaú.