Fotógrafo jauense é premiado em festival internacional

Foto de Eduardo Barbosa ficou em primeiro lugar na categoria astrofotografia do Brasília Photo Show

Por Camila Ramos 02/12/2019 - 10:57 hs
Foto: Eduardo Barbosa
Fotógrafo jauense é premiado em festival internacional
Foram mais de 13 mil inscritos na edição 2019/2020 do festival


O fotógrafo de Jaú que foi premiado em um festival internacional conhecido como o “Oscar da Fotografia” conta que a imagem vencedora foi registrada por acaso. Eduardo Barbosa percebeu que o pôr do sol do dia 2 de julho seria especial e pegou o equipamento para fotografar.

A foto que mostra o eclipse solar que pode ser visto parcialmente no Brasil ganhou a Estatueta na categoria Astrofotografia do Brasília Photo Show. A premiação foi realizada neste sábado (30) na capital do país.

“Eu não sabia que seria o eclipse solar, eu faço fotos de natureza nas horas vagas e esse dia eu vi que o pôr do sol iria ser lindo. Peguei a câmera e sai para fotografar, quando me dei conta me vi nessa cena maravilhosa, quando o eclipse começou eu não acreditei. Ri muito sozinho e quase chorei de emoção”, lembra.

Fotografo profissional há dois anos, Eduardo ficou feliz de estar com o equipamento correto aquele dia, mas confessa que não se preparou para registrar um eclipse. “Por coincidência eu estava com a lente certa para o clique, por isso eu digo que esse clique foi um presente de Deus”, completa.

Essa foi a segunda vez que o fotógrafo se inscreveu no concurso. Há dois anos ele concorreu no festival com fotos da Avenida Paulista em outra categoria, mas não foi finalista. Dessa vez, a foto tirada na porta de casa praticamente lhe rendeu a estatueta.

“Nem precisei ir muito longe para conseguir o clique perfeito. Tirei a foto na frente do condomínio onde moro. As pessoas se limitam muito, esse prêmio é prova que não precisamos ir longe para conseguir cliques maravilhosos.”

Além da premiação com a Estatueta, a foto de Eduardo consta no catálogo de imagens da premiação e ele pode durante dois dias trocar experiências com profissionais de todo o Brasil e também do mundo.

Foram mais de 13 mil inscritos na edição 2019/2020 do festival, divididos em 20 categorias. (Confira aqui todos os vencedores da edição).

“Um indiano veio para receber a premiação. Foram dois dias de evento com palestras, rodas de conversas e a premiação. Conheci pessoas incríveis e vou levar essa experiência para o resto da vida”, finaliza.


Fonte: G1 Bauru/Marília