Pesquisa da Unesp de Botucatu aponta potencial tratamento para Covid-19

Pesquisadores identificaram gene que interage e pode enfraquecer vírus

Por Camila Ramos 15/04/2020 - 14:00 hs
Foto: REUTERS/Thomas Peter
Pesquisa da Unesp de Botucatu aponta potencial tratamento para Covid-19
Estudo foi realizado no IBB - Instituto de Biociências de Botucatu

Um estudo realizado no IBB – Instituto de Biociências de Botucatu, que tem laboratório na Unesp indicou um potencial tratamento para Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (SARS - CoV-2). A pesquisa foi coordenada pelo professor Robson Carvalho com o auxílio dos alunos Diogo Moraes, Brunno Paiva, Sarah Santiloni Cury, João Pessoa Araújo Jr e Marcelo Mori.

Os pesquisadores identificaram a alteração na expressão de um gene chamado TRIB3, responsável pela produção de uma proteína de mesmo nome e que tem alta probabilidade de interagir com a proteína do Covid-19 em celular epiteliais do pulmão. Tais células fazem revestimento interno do órgão e são alvos preferenciais do novo coronavírus.

De acordo com o coordenador da pesquisa, Robson de Carvalho, esse gene tem a capacidade de interagir ativamente com a proteína do vírus. “A TRIB3 tem o potencial de interagir com proteínas do vírus e isso pode, por exemplo, diminuir a replicação do vírus dentro da célula, como já demonstrado para o vírus da hepatite C. Ou seja, existe a possibilidade de que uma interação de TRIB3 com proteínas SARS-CoV-2 iniba o novo ciclo biológico do vírus”, explica.

Com esses resultados, segundo os pesquisadores, compostos capazes de reverter esse processo e que consigam estimular o TRIB3 devem ser avaliados como possíveis tratamentos para o novo coronavírus. O artigo foi publicado como preprint (projeto de artigo científico que ainda não foi publicado em periódico científico) na plataforma bioRixv.


Informações: Agência Brasil