Atletas mudam rotina de treinamento na quarentena

Atletas barrabonitenses explicam como estão lidando com a pausa nos treinos e competições

Por Camila Ramos 14/05/2020 - 14:23 hs
Foto: Rafael Buzacarini
Atletas mudam rotina de treinamento na quarentena
Rafael Buzacarini é judoca e representa a seleção brasileira em competições de nível internacional

Quase dois meses depois no início da quarentena devido a pandemia do coronavírus (Covid-19), os atletas de alto rendimento ainda buscam alternativas para manter o físico de esportista. A intensidade dos treinos diminuiu, mas aos poucos, os atletas profissionais estão se adaptando para não perder em excesso o ritmo de competições.

Em Barra Bonita, a atleta Nayza Donanzam, 15 anos, da equipe de atletismo da cidade e campeã brasileira na prova de salto em distância explica que está tendo ajuda do pai, técnico e treinador da equipe de atletismo de Barra Bonita, o Pereira, para continuar os treinos em casa. “Em casa não temos os equipamentos corretos. Por isso, a gente perde resistência, rendimento e músculo. Caso tenhamos alguma competição pós-quarentena, o rendimento e o resultado não serão os mesmos. Pois estamos perdendo um período muito grande de treino. Está sendo muito difícil”.

O ciclista André Pullini que participa de competições nacionais e internacionais também adaptou os treinos no período do isolamento social. Inicialmente, a equipe de ciclistas deu uma pausa de quatro semanas nos treinos. “Estamos retomando alguns treinamentos, mas é claro com uma menor intensidade”, comenta. Ele explica que os treinos semanais tiveram uma mudança brusca. Antes da quarentena, a equipe pedalava 400 km por semana e agora, diminuíram para 200 km.

André comenta que sua equipe tinha o hábito de treinar em grupos, por uma questão de segurança. Agora, os ciclistas treinam em grupos extremamente reduzidos para evitar o máximo o contato por conta do Covid-19. “Outro cuidado que nós temos é de sempre levar o álcool em gel junto”, frisa.

O judoca barra-bonitense, Rafael Buzacarini, que representa nas competições o Clube Paineiras do Morumby explica que mudou sua rotina de treinos e no momento, realiza alguns exercícios dentro de seu apartamento. “O judô é um esporte de contato e foi um dos primeiros a serem parados devido à pandemia. Em casa, eu consigo fazer alguns movimentos de judô na borracha e continuo com a minha parte técnica. E tem uma quadra, e corro nela para manter minha parte física”, explica.

Atualmente, todas as competições no Brasil foram adiadas devido à pandemia do coronavírus. No mundo, alguns campeonatos de futebol voltaram os treinos e já tem data marcada para voltar, como é o caso do Campeonato Português, que anunciou o retorno para 4 de junho.