Neste final de semana não haverá vacinação antirrábica

Na cidade de Barra Bonita já foram vacinados mais de 200 animais entre cães e gatos, na campanha antirrábica, que acontece no CCZ da cidade.

Por Luciane Lander 02/07/2021 - 12:39 hs
Foto: S2 noticias
Neste final de semana não haverá vacinação antirrábica
Veterinária Marielle Stephane Barbosa, responsável pelo CCZ

Na cidade de Barra Bonita já foram vacinados mais de 200 animais entre cães e gatos, na campanha antirrábica, que acontece no CCZ da cidade.

A campanha irá até o final de julho atendendo a população de animais domésticos do município

 

A veterinária Marielle Stephane Barbosa, responsável pelo CCZ - Centro de Controle de Zoonoses informa que número de vacinas fornecidas pelo governo do estado de São Paulo é limitado, mas deve atender a demanda do município.

 

Hoje em dia a raiva é uma doença controlada, muito se deve às campanhas anuais de vacinação antirrábica. Afinal, somente a vacina pode prevenir o contágio e transmissão da doença entre animais e seres humanos. A doença é perigosa é incurável em cães e gatos e pode ser transmitida para os seres humanos, atingindo de forma fatal. Só há uma forma de prevenção: através da vacinação.

 

A vacinação está disponível durante toda a semana, de segunda-feira a sábado (neste sábado dia 03 não haverá) das 7h30 às 13h. A vacina pode ser aplicada em qualquer animal saudável acima de 4 meses de idade.

Foi disponibilizado um número telefônico, 14 - 9 9662 0512, para um agendamento em que a equipe do Centro de Controle de Zoonoses vá até a casa da pessoa aplicar a vacina no animal. Não está sendo feito em pontos específicos nos bairros para evitar aglomerações devido a pandemia

 

O que é raiva?


A raiva é uma infecção viral aguda que pode ser contraída por animais e humanos através da saliva de outros animais infectados. Quando transmitido, o vírus ataca o sistema nervoso central, causando inflamação no cérebro que pode evoluir de forma bem rápida e levando à morte.

 

Quais os sintomas da raiva?

Essa zoonose, ao acometer os cães, pode causar o isolamento do animal que passa a se esconder em busca de lugares escuros, agitação, latidos e mordidas no ar sem motivos aparentes. Em muitos casos a raiva pode causar salivação excessiva, agressividade e paralisia.

Os sintomas, tanto nos homens quanto nos cães, podem demorar a aparecer, uma vez que o vírus da doença pode permanecer incubado por até 2 meses.

Já a raiva felina, ao se manifestar, pode causar salivação em excesso, estrabismo, espasmos, desorientação e isolamento.