Clima seco aumenta casos de doenças respiratórias no inverno

O alerta do Sistema Nacional de Meteorologia de que o inverno no Brasil será um dos mais secos da história e preocupa o setor produtivo rural, mas também a população em geral.

Por Luciane Lander 19/07/2021 - 13:13 hs
Foto: https://www.agoramt.com.br/
Clima seco aumenta casos de doenças respiratórias no inverno
Doenças respiratórias no inverno

O alerta do Sistema Nacional de Meteorologia de que o inverno no Brasil será um dos mais secos da história e preocupa o setor produtivo rural, mas também a população em geral. Isso porque alergias e doenças respiratórias que já aumentam nesta época do ano podem se agravar ainda mais em 2021.

O médico Rafael Diniz, que é diretor de credenciamento do Sistema Hapvida, em Rondonópolis (MT), explica que o tempo seco favorece o aparecimento de doenças respiratórias. “O início da estação seca e a baixa umidade do ar podem trazer problemas, principalmente para quem já tem, por exemplo, predisposição às doenças respiratórias”, destacou.

Diniz explica que neste período é mais comum a manifestação de rinites, bronquites, asma, dermatites, doenças cardiovasculares e até mesmo doenças nos olhos.

A estudante de Administração Manoela Franco explica que já está sentindo os efeitos do clima seco na região Centro-Oeste. “Está difícil. Acordo todos os dias com a boca e garganta seca”, resumiu.

O médico orienta que é preciso tomar os devidos cuidados e evitar atividades ao ar livre e práticas de esportes no final da manhã até o meio da tarde, quando a umidade tende a ficar abaixo dos 30%. “Torna-se muito comum o ressecamento das mucosas; boca, nariz, garganta e olhos”, completou o médico.

O diretor da Hapvida informa que outro fator que pode trazer danos à saúde são as queimadas. Elas podem piorar ainda mais a situação destes pacientes. “A fumaça pode, com certeza, trazer prejuízos à saúde”.

Os cuidados necessários para enfrentar este período é tomar ao menos dois litros de água por dia, consumir sucos naturais, água de coco, além de frutas, como melancia e laranja. “Umidificar o ambiente é importante, inclusive à noite”, completou.

Para quem já tem alguma doença respiratória, o profissional orienta aplicar soro fisiológico nas narinas diariamente, pois ajuda a hidratar e limpar.

Outra orientação é evitar locais fechados, onde a transmissão de vírus, inclusive o do Covid-19, pode proliferar com maior facilidade. “E por último, é importante manter uma alimentação saudável”, completou.


fonte:https://www.agoramt.com.br/